Renata jamais será vice de Maurinho, declara Wanderley

O ex-prefeito Wanderley Sant’Anna (PTB) declarou para A Voz Regional que Renata Sant’Anna (PHS) jamais será vice do prefeito de Monte Aprazível, Maurinho Pascoalão (PSB). Wanderley declarou ainda que até o final da tarde de hoje, seu grupo político apresenta a terceira via para as eleições municipais que já têm definidos os nomes do médico Nelson Montoro (PSD) e Mauro Pascoalão.

Segundo Wanderley, a decisão de sequer discutir uma composição com o atual prefeito não tem qualquer caráter pessoal. “É uma questão política, o prefeito passou quatro anos falando da minha administração, que foi boa, para justificar o que ele não conseguiu fazer e eu não acho isso justo”.

O ex-prefeito comentou também o fato de Mauro justificar seu baixo desempenho administrativo por ter herdado uma dívida muito grande da administração anterior. Para o ex-prefeito, a dívida tem origem em precatórios trabalhistas e só parte dela foi paga por Mauro. “Isso é normal em uma administração e na iniciativa privada também, o funcionário e o trabalhador irem para a Justiça, cobrando horas extras e outros benefícios. E se têm direito a 10 pedem 100. Os pedidos na Justiça foram em torno de R$ 20 milhões e foram reduzidos para R$ 6 milhões, conforme o próprio Mauro declarou. Esse valor é menos de 20% do orçamento. Quando assumi a prefeitura do (Luiz Carlos) Canheo, e o Mauro era o vice, recebi uma dívida de R$ 3 milhões, quando a arrecadação era de R$ 15 milhões. Fui trabalhando e pagando a dívida e não fiquei reclamando do Canheo”, declarou.

Wanderley reafirmou que os comentários sobre sua filha Renata ser vice de Mauro são infundados. “Isso tem causado constrangimento para a Renata, e não é verdadeiro.”

Wanderley informou que seu grupo esteve reunido ontem e que hoje à tarde, uma nova reunião definirá uma candidatura própria ou um eventual apoio a candidatura de Toninho Minuci (PV).

Foto: Lucas Ribeiro

Categorias: Cidades,Monte Aprazível,Política