Com Calote de Luciano no INSS, Zé Lourenço não pode salário dos servidores de Nipoã em dia

Ex-prefeito deixou rombo estimado em R$ 3 milhões até o momento e auditoria ainda vasculha as contas em busca de eventuais surpresas financeiras

O prefeito José Lourenço (PSD) foi obrigado a atrasar o salário dos servidores de Nipoã. A Receita Federal reteve R$ 138 mil  do repasse do Fundo de Participação a que o município tem direito para pagamento da parcela e multa do INSS de novembro que não foi recolhido pelo ex-prefeito Luciano Scalon (PP). “Eu fiquei muito chateado, mas não tive outro jeito senão atrasar o pagamento dos servidores, o que foi feito ontem. Não foram pagas as parcelas vencidas em dezembro também, mas estamos negociando pagar em duas vezes, para que o FPM não seja novamente retido em fevereiro”, adiantou José Lourenço. O débito restante com o INSS é de R$ 280 mil.

Pelo menos 25 servidores tiveram seus empréstimos consignados descontados no pagamento e correm o risco de ter o nome registrado no SPC. “Jamais deixaremos que isso aconteça. Vamos passar o valor do débito total de todos eles que é de R$ 11.517,64 para a Caixa Federal na próxima semana”, se comprometeu José Lourenço

Até o momento, auditoria nas contas de 2016 indicam um rombo de cerca de R$ 3 milhões, incluindo cheques sem fundo e sustados, por falta de saldos, emitidos no último dia útil do ano, como o repasse do duodécimo da Câmara de R$ 33 mil. O total de cheques sem saldo é de R$ 430.970,00.

A concessionária de energia elétrica poderia ter deixado a prefeitura sem funcionar. Desde setembro de 2015, Luciano não paga as contas de luz, o que totaliza um débito de R$ 360.275,00 que será pago por José Lourenço.

Além das dívidas com fornecedores que ainda estão sendo levantadas, Luciano deixou de cumprir o convênio com a CDHU, atrasando a entrega das 46 casas populares. O prefeito já acertou o pagamento e espera entregar as casas na segunda quinzena de fevereiro. O valor devido ao CDHU é de R$ 270 mil.

Obras

Apesar das dificuldades financeiras que encontrou, José Lourenço está investindo em melhorias para a população. A esburacada estrada vicinal que liga Nipoã a Nova Brasília está sendo mapeada e a operação tapa buraco nela deve ser feita nos próximos dias. “A estrada é muito importante para a população que sofre sérios riscos de acidentes e prejuízos materiais”, apontou o assessor de obras, Dão Pedreiro.

Categorias: Cidades,Nipoã