Prefeitura de Monte Aprazível economiza R$ 800 mil nas primeiras licitações

Em tempos de crise, toda economia é bem vinda. Economistas e especialistas em finanças repetem a todo o momento, como se fosse um mantra, a necessidade de se conseguir o produto com o valor mais baixo possível, economizando os recursos financeiros. A mesma regra que pode ser utilizada em casa deve ser seguida no poder público, já que os administradores lidam com o dinheiro público.

Em Monte Aprazível, a receita de economia tem sido levada à risca pela administração que assumiu em janeiro. Nas primeiras dez licitações, procedimento feito para aquisição de materiais ou compra de produtos e serviços, os valores firmados pela prefeitura ficaram abaixo do valor estimado inicialmente.

Levantamento feito pelo departamento de licitação apontar para economia de pouco mais de R$ 795 mil. Entre os contratos realizados estão; aquisição de combustíveis, fornecimento de combustíveis, etanol, gasolina e diesel, materiais para escritório, compra de cestas básicas destinadas às famílias carentes do município.

Entre os que mais geraram economia, está o da compra de tubos de oxigênio medicinal utilizados nas unidades de saúde do município e pacientes que realizam o tratamento em domicilio. O valor estimado inicialmente era de R$ 556.500, porém o pregão foi fechado em R$207.450, economizando R$ 349,050.

Ainda de acordo com o departamento, o valor estimado para cada certame é feito com base em três orçamentos fornecidos pelas empresas, obtendo então o valor médio. Durante o pregão presencial foram negociados os valores, optando pelo menor preço oferecido pelos participantes do certame.

“Durante o pregão os representantes das empresas apresentam lances verbais e sucessivos com a diminuição média de um por cento do menor valor já ofertado”, explica Diego Rossini, pregoeiro da prefeitura de Monte Aprazível. “Neste ano a recomendação que nos foi passada é a que devemos buscar a maior economia possível para os cofres do município. Por este motivo mesmo depois dos lances verbais nós negociamos diretamente com o vencedor do certame para termos um valor melhor ainda para a prefeitura.” Completa Diego.

“Além da economia estamos levando em conta também a qualidade dos produtos ou dos serviços prestados para população. Queremos ter uma administração com economia e com qualidade para população.” Comenta o prefeito Nelson Montoro.

O chefe do executivo lembra ainda que o dinheiro economizado na compra de materiais irá facilitar os passos da administração em tempos de crise econômica. Montoro destaca as melhorias e contribuições que poderão ser feitas no município com os cortes nas despesas. “Com o dinheiro que estamos conseguindo economizar será possível ofertarmos mais serviços para população, melhorar as ruas, compra de materiais para as escolas e postos de saúde, na assistência social, vamos atender a necessidade do nosso município.”

Com outras licitações para serem realizadas nos próximos meses, Montoro acredita que a economia será maior, “Nos baseando no que já foi feito, creio que nas próximas que teremos ainda, vamos conseguir economizar um pouco mais ainda e termos mais recursos para trabalhar durante o ano.”

“A economia foi possível pela compreensão e empenho também dos participantes das licitações e também dos nossos servidores que estão empenhados em fazer um bom trabalho para melhorarmos a cidade em que moramos e gostamos.” Declara Montoro.

Categorias: Cidades,Monte Aprazível