Assessoria de Cultura aumentou a oferta de linguagens artísticas e criou no Centro Cultural um ambiente de cidadania e arte

Estudantes participam das oficinas culturais de música, dança, teatro e outras manifestações populares como esportes e jogos

A Assessoria de Cultura de Monte Aprazível ampliou as oficinas culturais mantidas no Centro Cultural Ana Maria Ceneviva Berardo. Agora, ao todo são sete oficinas, segundo o assessor municipal de Cultura e Turismo, Elieser Justino de Olivera.

As oficinas culturais são espaços onde são oferecidas atividades práticas que proporcionam novos conhecimentos e vivências e o contato com os mais diversos tipos de linguagens, técnicas e ideias. Nas aulas, segundo Elieser, ministradas gratuitamente, é possível ter acesso aos instrumentos e à teoria necessária para trazer à tona o potencial criativo de cada aluno.

Estão em atividade, de acordo com Elieser, a orquestra, fanfarra, teatro, danças urbanas, capoeira, xadrez e catira. As oficinas são semanais, de segunda a sábado e em cada dia da semana é realizada uma oficina, com duração de duas horas cada. “E o mais importante é que todas as oficinas são realizadas no Centro Cultural, local apropriado onde acontecem todas as linguagens culturais”, enfatiza.

Os instrutores das oficinas são, segundo o assessor, profissionais qualificados que são contratados pela prefeitura. “Nós não temos apoio de convênio nenhum, embora eu esteja sempre atento aos editais do Proac (Programa de Apoio a Cultura) e do Siconv (Sistema de Convênios), programas estadual e federal, na esperança de obter verbas para a compra de instrumentos, uniformes e até mesmo um veículo para transporte”.

As oficinas envolvem 320 alunos com idades entre 8 a 34 anos, mas Elieser ressalta que não há limite de idade para participar delas. As oficinas possuem alunos de todos os bairros e classes sociais.

As oficinas se apresentam em datas comemorativas e eventos promovidos pelo município e já participaram de festivais em cidade de fora. “A dança urbana já faturou primeiro e segundo lugares em dois festivais fora”, diz orgulhoso exibindo os troféus.

A primeira oficina mantida no Centro Cultural foi a de dança urbana, em seguida vieram as demais e por último foi instituída a de catira. Os objetivos, segundo Elieser, são “incentivar os jovens e adultos a divulgar as nossas manifestações culturais, porque a cultura é tão importante quanto a educação. As duas juntas levam as pessoas a terem valores de cidadania e conscientização, saindo do mundo da violência e do tráfico”, encerra.

Categorias: Cultura,Monte Aprazível