A Propósito: Fabinho Ceron pede “Cabeça” de Edna Cristal; o Fufuquinha é o político mais importante do Brasil

Ai, meu Deus

Fufuquinha, até o dia 7, preside a Câmara Federal, mesmo tempo em que o filhote de do ex-prefeito do Rio, César Maia, Rodrigo, implicado na Lava Jato, governa o Brasil, enquanto o presidente ladrão está na China.  No Senado está Eunício de Oliveira, notório corrupto, alcunhado de Índio.  Fufuquinha, como Rodrigo, ganhou do pai, o ex-deputado Fufucão, um brinquedinho na forma de mandato para brincar em Brasília. Como se vê, se engana quem pensar ser o Congresso Nacional e o prédio vizinho, o Planalto, um covil. O ambiente ali é bastante familiar e todos se protegem. A deputada Sháredan, a gostosa, como é chamada pelos colegas do Congresso, é relatora da reforma política, e tem se esforçado para colocar no relatório as devidas medidas que protejam e salvem a todos. O brinquedinho para a madama de 32 anos fazer “deputancias” foi-lhe oferecido pelo marido, o ex-governador de Roraima, José Anchieta, ambos acusados por fretar um jatinho para transportar funkeiros para festa de um aniversário dela, quando era primeira-dama. 

Velhos tempos

Já houve épocas em que o Congresso tinha deputados e senadores com nomes incomuns. Tinha Ulisses, apelidado de Senhor Diretas, Teotônio Vilela, Severo Gomes, Dante de Oliveira, Santiago Dantas, Octacílio de Almeida dente outros. Foram homens capazes de dar dignidade ao cargo e direção para tirar o Brasil das crises econômicas e institucionais em que se metia. Hoje, por falta de dignidade, é o Congresso quem mete o Brasil nas crises.

Quem procura …

O vice-prefeito de Tanabi, Fábio Ceron (PSDB) pediu a cabeça da secretária municipal de educação, Edna Cristal, segundo versão corrente nos meios políticos, confirmada pelo prefeito Norair da Silveira (PMDB). Fábio Ceron não foi localizado para explicar o que motivou o pedido.

E não explicou a Norair. Segundo o prefeito, o pedido foi por carta, no final de julho, e ele aguarda o vice para uma reunião para tratar do assunto. Se Fabio apresentar motivo relevante ou falha insanável, a secretária vai perder o cargo. Mas por picuinhas política, a secretária fica. Norair diz ter pesquisa que demonstra aprovação de 75% ao trabalho da secretária e 65% na saúde. Os dois cargos foram indicação em lista tríplice de Fábio com escolha de Norair.

… Acha 

Fabio deu tiro no pé. Como sempre, politicamente, ele se comporta como elefante em casa de louça. A atitude dele deixa claro que agiu politicamente, não tendo o pedido qualquer motivação técnica. Assim, ele se desmoraliza irremediavelmente. E com a desmoralização ele enterra qualquer possibilidade de ter influência ou presença proativa no governo. Fábio se distanciou ano-luz do prefeito, saiu da órbita do município, está pra lá da Cachoeira de São Roberto.

Exemplo

O vereador tanabiense Fabrício Missena (PP) apresentou projeto de lei proibindo pulverização aérea de agrotóxico e outros produtos químicos em lavouras de cana do município. A prática é crime ambiental que atinge a flora e fauna e nesta estão homens e animais. É um flagelo que só seria justificável para salvar lavouras de alimento, em circunstância de fome extrema que condenasse a humanidade à morte por inanição, Será que faz sentido empestear o ar que respiramos para abastecer carros?

Se a prática preocupa a população e autoridades de Tanabi, município que tem uma agricultura muito mais diversificada que a de Monte, o receio que se manifesta naquele muito mais se justifica para os monte-aprazivelense.  Se faltar coragem para se defender que o monte-aprazivelense tenha ao menos a curiosidade de saber o tipo de substância que o pode matar.

Toxidade  

O cigarro mata! A maioria das mortes provocadas por doenças pulmonares, coronárias e circulatórias, algo em torno de meio milhão de pessoas, tem no tabagismo o gatilho e nos gestores públicos, por omissão, a espoleta. A exceção é Poloni, único município da região com um programa específico de combate ao uso do fumo. Trata-se de um programa de custo muito baixo e, talvez por isso mesmo, não desperta interesse.

Tempo fechado

O advogado José Armando Ceneviva pediu demissão do cargo que ocupava, função assemelhada a de um ombudsman, na prefeitura  de Monte Aprazível, após desentendimentos com a primeira dama, Rita Montoro.    Discreto, ele não comenta o assunto, que rola nas rodinhas em diversas versões.  Rita também não comenta o assunto.

No mundo da lua

Depois das denúncias dos vereadores Gilberto dos Santos (PDT) e Danilo de Souza (PROS) sobre oceânicos indícios de irregularidades na elaboração da folha de pagamentos, os pagamentos de agosto chegaram com repetição dos descalabros de julho. Sequer os casos mais flagrantes que podem ser corrigidos com ordem verbal, como horas extras fictícias e autoaplicadas por beneficiário foram sanados.

Categorias: Artigos