Nereu explica as razões de sua saída do governo Montoro

Ex-assessor da saúde nega que a decisão de deixar a pasta tenha caráter político e de julgamento moral do indicado para o planejamento

O assessor municipal de saúde de Monte Aprazível, Nereu Paschoalli, protocolou sua exoneração do cargo em caráter irrevogável e sem aguardar a manifestação do prefeito Nelson Montoro, em viagem à Brasília, comunicou o Departamento de Pessoal que passa a prestar expediente como farmacêutico no Posto de Saúde Orlando Polotto, onde estava lotado antes de sua nomeação para a assessoria.

A decisão de Nereu tem relação com a mudança administrativa adotada pelo prefeito Nelson Montoro, mas é ato independente da nomeação de Nelson Avelar, que passou a responder pelo planejamento da prefeitura. “A mudança no planejamento da administração pressupõe mudanças estratégicas em todos os setores da administração, sendo oportuno que o assessor nomeado tenha ampla liberdade para atuar e propor políticas administrativas para todos os setores, com uma equipe mais afinada com sua filosofia de  trabalho.”

Nas redes sociais, circularam informações atribuindo seu pedido de demissão ao fato de Nelson Avelar ser réu e ter condenações judiciais por improbidade administrativa praticada no período em que esteve na prefeitura, de 205 a 2012. “Não são informações verdadeiras, não fiz qualquer declaração nesse sentido, a minha decisão não foi de caráter político, mas técnico e administrativo.  Houve uma mudança administrativa, até então o planejamento era exercido pelo prefeito Montoro e meu compromisso era exclusivamente com ele, a medida que houve a mudança no planejamento, achei oportuno deixar o novo planejador à vontade para implantar seu esquema de trabalho. Não fiz e jamais faria julgamento político e moral de nomes escolhidos pelo prefeito para compor seu governo, sendo integrante deste mesmo governo”, concluiu Nereu.

Categorias: Monte Aprazível