Consumidor mais exigente vai marcar a estação Primavera/Verão

Com pouco dinheiro, o cliente está em busca de  beleza e qualidade pagando pouco, segundo os comerciantes

Após o inverno o mercado de vestuário se prepara para a época considerada a melhor do ano para o comércio. O sol e mudanças na temperatura já movimentam os estabelecimentos, que buscam chamar a atenção do consumidor com roupas leves e coloridas. A expectativa é de que a primavera/verão promova um crescimento nas vendas.

Jurandir Longo, proprietário das Lojas Longo, que trabalha com roupas e calçados, diz que a tendência da estação são os babados, laços, golas choker, tecidos canelados e calças com barras desfiadas, tudo em cores amarelo, azul, rosa em tons pastéis. As novidades fazem Longo permanecer otimista com a nova estação. “Com a mudança de estação as pessoas renovam seus guarda-roupas, porque as cores já não estão mais atuais e as roupas já do verão passados já estão desatualizadas, então o consumo muda, geralmente aumentam as vendas”, conta.

Ele diz estar preparado para a nova estação. “As coleções da primavera/verão já foram compradas, já começaram a chegar. Programamos nosso estoque até dezembro, quando ainda estarão chegando peças desta coleção”.

Longo diz que em época de dinheiro escasso o consumidor está “extremamente exigente. Ele quer andar na moda, mas não quer pagar muito por isso. Quer qualidade e beleza com preço bom”, enfatiza.

Cleonice Aparecida Lulio Priuli, proprietária da Loja Líder, especializada em calçados, diz que quando muda a estação, o consumidor gosta de mudar sua sapateira também. “Eles querem calçados abertos e coloridos, normalmente rasteirinhas e sandálias de saltos. Esse ano em especial as anabelas serão o hit do verão”.

Ela também nutre boa expectativa para a nova estação. “Nós mulheres gostamos de variedade e novidade, então roupas e calçados do verão passado já estão ultrapassados, queremos atualizar as roupas e calçados para os modelos desta estação”, diz.

Cleonice também percebeu o consumidor mais exigente nessa época de recessão. “O consumidor está pensando mais ao comprar. Antigamente comprava no impulso, agora analisa antes da compra. Antes comprava 4 a 5 pares de calçado, agora leva um ou dois pares. Estão valorizando mais para soltar o dinheiro. Muitos deixaram de dar importância ao crediário, preferem pagar a vista por causa do desconto e querem qualidade, durabilidade e bom preço”, conta.

Elinéia Andreta Sinhorini, proprietária da Maceli Modas, loja especializada em confecções, diz que a primavera/verão traz consigo uma alegria embutida nas cores e modelos da nova coleção e entusiasmo para o comerciante e consumidor, que normalmente muda de comportamento, voltando às compras. “Eu estou otimista, a estação começou diferente. Acho que vai melhorar. As pessoas estão com vontade de consumir, já estão olhando as vitrines”.

Ela também percebeu o consumidor mais exigente. “Eles procuram qualidade, beleza, durabilidade e preço bom. A maior parte das vendas é parcelada, apesar de que muitos pagam a vista por causa dos descontos. Houve época em que o consumidor não ligava para o preço, agora se preocupam e pensam antes de comprar”.

Rosa Botte, proprietária da Cergatti News, diz que a primavera é uma estação que muda o comportamento do consumidor. “Pelo fato da nossa primavera ser muito quente, o consumidor procura roupas leves e calçados abertos. Então é uma estação que já dá uma mudada no movimento”.

Para atender a procura, Rosa diz que comprou uma coleção incrível tanto de roupas como de calçados e que já está estocada com as tendências da moda primavera/verão. “Já chegou muitas novidades da estação e ainda tem muita mercadoria para chegar ainda”.

Rosa também verificou mudança no comportamento do consumidor. “Eles estão mais exigentes, preferem o pagamento a vista desde que haja um bom desconto e quando optam pelo parcelamento, preferem parcelar em poucas vezes. Hoje o consumidor quer qualidade com preço bom”, encerra.

Categorias: Economia