Walter Spolon: Descendo a rua da ladeira

Descendo a rua da ladeira

Só quem viu, que pode

contar…

Evidentemente não se trata da Rua da Ladeira, de algumas cidades.

Hoje vamos passar, saindo no encontro das ruas São João e a 26 de Maio, descendo até o cruzamento com a rua Osvaldo Aranha, duzentos metros abaixo.

Na esquina da São João com a 26 de Maio, tivemos, durante algum tempo, o Forum. Depois de concluída a obra do prédio da Monteiro Lobato o Forum passou para o local onde se encontra até hoje. Posteriormente, ali funcionou o Internato das Moças, que vinham de outras cidades, para estudar no Ginásio Dom Bosco. Esse internato era dirigido por Ana Ramalho.

Nesse mesmo local tivemos o Hotel da família Domenico, construído pelo mesmo. Pais do Higino, Quinto, Mário, Dina, Maria, Savério. Posteriormente esse hotel passou para o casal Lúcia-Benedito. O Sr. Chico Botte também foi seu proprietário, durante algum tempo. Depois foi do casal Maria e José Gomes. Ultimamente foi reformado e dividido em salas comerciais.

Ao lado desse hotel tivemos durante muito tempo a Concessionária Chevrolet, dos Irmãos Maset. Nesse mesmo local, anteriormente, tivemos a Cafeeira  do Silveira e Freire. Depois a Chevrolet  foi transferida para o Vacílio Ivanova. Nesse local, hoje, temos oficina de automóveis e um adendo da Agropecuária São Pedro, do Podo Maset.

No outro lado da rua, durante anos, tivemos a oficina de rádios, do Nassibo. Depois, juntamente com o filho Luiz montaram uma moderna sorveteria. Hoje, ali, temos a Farmácia Confiança.

No outro lado da rua tivemos a revenda dos tratores  Massey Ferguson e CBT, dos Irmãos Maset. Nesse mesmo prédio, hoje, temos a Pizzaria Route 66.

Descendo em direção à Igreja Matriz, ao lado da Chevrolet, tivemos a residência do Sr. Natanael, que era agrônomo. Hoje, é a residência do Dr. Ocirei Junqueira. Do lado de baixo a residência da Sra. Edith Macri, mãe do Roberto, casado com Ana Maria; Stella, casada com o Tin Amarante; a Professora Marina, residente em Santos e Lúcia. Neste mesmo local, antes, residiu o Sr. José Martins Graça.

Abaixo, durante muitos anos, a residência do Sr. Abdalla, pai da Professora Yolanda Abdalla. Sua família mantinha laços de amizade com o Governador Paulo Maluf e, este, quando em visita a nossa região, sempre vinha para um cafezinho com os amigos. A Professora Yolanda plantou e cuidou de um Ipê Amarelo, defronte sua casa. Todos os anos, na florada, tinha o compromisso de fotografar sua árvore preferida.

Do lado oposto dessa rua, após a residência do Sr. Nassibo, tínhamos o Sr. Agop Agopian, depois o Sr. Florêncio Regino, que trabalhava com acumuladores e bicicletas. Essa casa, posteriormente foi do Sr. Antonio Mendes. Hoje, temos ali a Casa das Antenas. Na casa ao lado, tivemos o escritório do Sr. Carlinhos Araujo. Depois foi escritório de advocacia novamente e hoje abriga o Conselho Tutelar.

Na casa ao lado, na frente, tivemos o Pet Shop, da Lucimara Hakime. Hoje temos uma lanchonete,

Na lateral, tivemos um salão de barbeiro. Hoje temos um Moto Taxi e, nos fundos, durante algum tempo, o Consultório Odontológico do Ocirei. Nesse local, muitos anos antes, tivemos o escritório da EFA. Na casa da esquina, tivemos a residência da família Cury, da Professora Emily e sua mãe Dona Leila.

Do outro lado da rua, tivemos durante muitos anos, o Posto de Saúde de nossa cidade, época do Dr. Wilson Lyra. Ali, hoje, temos a residência do João Carlos, a esposa Érica e sua mãe Yvone Cury. Na parte térrea, temos a loja de móveis do Sata. Logo depois, tínhamos a casa de secos e molhados do Luiz de Marchi. Depois tivemos a Transportadora Carvalho, do Henrique De Marchi. Depois tivemos a Antarctica, do Sr. José Pires. Hoje temos a Agro São Pedro, do amigo Pedro Maset Filho, o Podo.

Descendo temos, hoje, a Farmácia de Manipulação da Eliandra Justi. Durante muitos anos, nesse local, tivemos o Posto Fiscal e Coletoria Estadual. Ao lado a Loja do Márcio Conceição. No prédio abaixo, tivemos por algum tempo a Rádio Difusora, depois o Restaurante do Espanhol, agora na saída da cidade para Rio Preto. Aqui, hoje, temos o Bradesco.

Na esquina, um dos prédios mais tradicionais de nossa cidade, ainda com sua parte externa conservada nos mínimos detalhes. Apenas algumas placas escondem a beleza do prédio. Essa loja foi do Sr.  ngelo Maset, que vendia rádios, bicicletas, geladeiras e inúmeros outros artigos. Nesse local, hoje, temos o Magazine Luiza.

Na esquina ao lado, temos a residência do Padre Altamiro e a Loja do Universo.

Descendo, temos a casa que abrigou a Clínica Infantil, da Dra. Ana Maria e Dr. Luiz Montoro. Hoje a casa é do Sidionil e está servindo de abrigo de andarilhos.

Logo após a residência da Sra. Rosa Macri e, na esquina, onde residiu o Sr. Adriano Macri, tivemos escritório de advocacia.

O outro lado da rua, após a Casa Macri, temos a residência do Sr. Mário Macri e, depois a loja de móveis usados, do Zulmiro.

Logo após, onde funcionou uma parte da fábrica de charretes e carroças dos Irmãos Maionchi, temos uma galeria com salão de barbeiro, salão de beleza e a Escola Ensina Mais. Ao lado temos um salão de cabelereiro e um escritório de engenharia.

Na esquina, temos a casa Maionchi, do Renatinho, sucessor dos Irmãos Maionchi, com sua bem montada loja de materiais de construção e acabamento.

Na esquina, temos a Padaria Maria Helena e, do lado oposto, a Panificadora São Judas Tadeu, do Sblandiano e o filho Nim, agora totalmente reformada. Nesse local, muitos anos atrás, funcionou a máquina de benefício do Lichotto.

Aleluia! Finalmente, um tiro certo. A escolha do Luís Sidnani para a secretaria da Saúde.

Categorias: Artigos