Valdier Velho: Brincadeira de risco

Como disse já aqui várias vezes, não entendo de quase nada, sei muito pouco de tudo. Mas desconfio bastante e me convenço facilmente. Só de olhar para as fotos, acho que o parque instalado no Parque das Águas tem muito de improviso. Parece ser coisa mambembe.  Mas que fazer? A primeira dama Rita Montoro tem uma predileção por parques de diversão e se pudesse (e até pode, talvez) espalharia diversos deles pela cidade. É até sensato isso, seria uma eterna brincadeira, enquanto a cidade se desmancha.

Mas voltemos ao improviso do parque. Um brinquedo em que há movimentação constante sobre ele não deveria estar sustentando em uma pilha de tocos de madeira. Acho isso pouco profissional e quando a coisa não profissional, ela amadora em todos os aspectos e trata a segurança com amadorismo. E em parque de diversões não há espaço para amadorismo, todos os espaços estão cheios de crianças.

Categorias: Artigos