O médico Osvaldo Perezi Neto é preso acusado de participar de desvio de dinheiro de Hospital

Segundo o Ministério Público, o pediatra fazia parte de esquema de desvio de dinheiro em um hospital público de Campinas

O médico Osvaldo Perezi Neto  foi preso hoje em Rio Preto, por agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO),  acusado de participar de um esquema criminoso que teria desviado R$ 4,5 milhões de recursos de um dos mais importantes hospital público de Campinas, o Ouro Verde.

O médico foi preso em casa, no condomínio Débora Cristina, no início da manhã, quando também foram apreendidos documentos. O advogado Orlando Leandro de Paula Fulgêncio, também alvo de prisão, não foi localizado pelos policiais nos dois endereços, casa e escritório, que constam do mandato e está foragido.

Policiais cumprem mandato de apreensão em escritório do advogado Orlando Leandro de Paula Fulgêncio que está foragido

 

Segundo o Ministério Público de Campinas, o esquema do qual o médico fazia parte envolvia o pagamento de propina a funcionários encarregados da prestação de contas da Secretaria de Saúde de Campinas que facilitava o desvio de recursos por parte da empresa Organização Social  Vitalle, que administrava o hospital.

A O. S. Vitalie está sendo investigada de janeiro de 2017 e em uma primeira fase da investigação, em Campinas, foram apreendidos dinheiro, carros de luxo, motos e diretores da empresa

No início da carreira, Perezi Neto trabalhou na rede pública de saúde de Monte Aprazível e gozava de ótimo conceito profissional pelos usuários.

Categorias: Saúde