DER reconhece erro em obra de terceira faixa na Rodovia Feliciano

Diretores e técnicos do Departamento de Estradas de Rodagem, órgão responsável pelas obras de implantação da terceira faixa na rodovia Feliciano Salles Cunha, que corta Monte Aprazível, constataram como verdadeiras as falhas no projeto apontadas por empresários do Distrito Industrial.

Segundo Fábio Miguel, o dispositivo de acesso à rodovia deixaria o Distrito Industrial isolado, tornando impraticável a entrada e saída dos caminhões pesados de pelo menos duas empresas que operam no local. “Ficaria impossível a manobra de caminhões, com carroceria de trinta metros e capacidade de transportar até noventa toneladas. Esse caminhões estariam obrigados a circular pelos bairros para entrar e sair do distrito e iriam provocar acidentes, destruir calçadas, amassar veículos estacionados”, alertou Fábio quando divulgou por A Voz Regional as falhas no acesso.

Segundo Fábio, os técnicos reconheceram a falha no projeto e segundo eles, o DER tem autonomia para modificar o projeto e corrigir a falha.

O projeto original previa um acesso/saída em duas mãos,  na última rua do Distrito em direção à Escola Agrícola, que isolaria a marginal frontal ao Distrito. Segundo os técnicos, a solução será reduzir a extensão do acesso/saída, ligando-a a  marginal.

A solução, segundo Fábio, atende ao Distrito Industrial, mas o ideal seria uma alternativa mais adequada ao futuro da própria cidade. “A tendência é a cidade crescer para o lado Leste e ter uma ligação da cidade com a rodovia por este lado seria antecipar o futuro. Essa é uma oportunidade única para deixar isso pronto. O correto seria a duplicação no trecho da cidade, ou, então,  construir o retorno da rodovia, que está previsto para ser em frente ao Motel, aqui no distrito. Não só as empresas do Distrito, mas toda a população teria acesso aos dois sentidos da rodovia por aqui”, defende Fábio.

Porém, para tanto, será preciso atuação política para convencer o governador a mudar o projeto. Na reunião com os diretores do DER, na semana passada, além de empresários estiveram presentes o vice-prefeito Fábio Miguel e o vereador Valcenir de Abreu, ambos do PP, que prometeram mobilizar os políticos nesse sentido.

Ainda na semana passada, foi feita uma reunião com os vereadores. Segundo o presidente João Célio, a Câmara vai atuar, com os vereadores mantendo contato com seus deputados.

Segundo Márcio Miguel, na próxima semana, já estarão definidas as mudanças no governo pelo novo governador Márcio França, facilitando as articulações políticas.

“Eu reconheço que a duplicação no trecho urbano da cidade não será fácil por envolver um valor muito alto, mas acredito que é possível construir o retorno mais próximo. Vamos nos mobilizar para tanto, com a participação dos partidos políticos, dos vereadores, do prefeito, das entidades de produtores rurais e do comércio  para melhorar as obras”, anunciou Márcio Miguel.

Categorias: Monte Aprazível