Prefeitura de Monte Aprazível começa recape em 25% das ruas esburacadas

Das 90 ruas em estado crítico, 23 serão recapeadas e não tem prazo para o asfalto na Rua Pará, a rua mais antiga da cidade que nunca foi asfaltada

A prefeitura de Monte Aprazível deve começar a recapear 23, das 90 ruas da cidade que necessitam da melhoria, na próxima semana A questão do asfalto é um dos mais importantes problemas de Monte Aprazível, depois do emprego, na ótica da população. Em levantamento realizado pelo Departamento de Obras e Vias Públicas (DVOP) foi constatada a necessidade de recape em mais 90 ruas da cidade, o que foi pleiteado junto ao governo do Estado, já que a obra está orçada em cerca de R$ 1,5 milhão.

O engenheiro civil Mateus Machado Binhardi, do DVOP, diz que das 23 ruas que serão inicialmente recapeadas 12 serão feitas com recurso de R$ 250 mil do governo federal, através de emenda do deputado Arlindo Chinaglia, do Partido dos Trabalhadores, e 11 com R$ 287 mil de recursos próprios do município. O recape com verba l será realizado na Rua José Luis Firmino, no trecho entre as Ruas Floriano Peixoto e Celestino Cicoti, Rua Laudelino de P. Navies no trecho entre as Ruas José Dias da Silva e Constantino de Carvalho e trecho entre a Constantivo de Carvalho e a Policarpo Ramiro Coletti, Rua Lavínio Lucchesi no treco entre a José Dias da Silva e Constantino de Carvalho e Constantio de Carvalho e Policarpo Ramiro Coletti, Rua Ceará entre as Ruas Presidente Vargas e Presidente Café Filho, Rua Paraná trecho entre a João Busto Moreno e 26 de Maio, Avenida São Paulo no trecho entre as Ruas Alagoas e Pernambuco eAmazonas e Pernambuco, Rua Castro Alves no trecho entre a Maria Luiza Luz Nazareth e Renato Maionchi, Rua Presidente Vargas no trecho compreendido entre a Augusto Chiesa e Edgard Magalhães de Noronha e Rua José de Andrade Junqueira no trecho entre a 26 de Maio e Duque de Caxias.

O recape com recursos próprios será realizado na Rua Piauí entre a Goiás e Minas Gerais, na Rua José Catan entre as Ruas Rio Grande do Sul e a Rio de Janeiro, na Policarpo Ramiro Coletti entre as Ruas Lavício Lucchesi e José Boaroli, Na Joaquim Antônio da Silva entre a José Padilha e Policarpo Ramiro Coletti, na Duque de Caxias entre a Oswaldo Aranha e Washington Luiz, na Américo Fochi entre a Castro Alves e Angelo Maset, na Miguel Hákimeentre a Antônio Canheo e José Firmino, na Augusto Chiesa entre a 26 de Maio e Tiradentes, na José Antônio Pereira da Rodrigo de Oliveira até o término da rua, na Giuseppe Maset entre a Manoel Carmona e José Antônio Pereira e na Guaranésia da Silva Leal entre a Manoel Carmona e a José Antônio Pereira.

Além destes recapes está previsto outro no valor de R$ 160 mil para a Avenida Santos Dumont, no sentido do trevo para a cidade. Esse recape se encontra em fase de licitação e a expectativa é que tão logo termine o certame a obra seja iniciada.

Além destas ruas, outras 90, num total de 100 mil metros quadrados, precisam de recape segundo levantamento realizado pelo DVOP. Mateus conta que o levantamento aponta para um orçamento de cerca de R$ 1,5 milhão. Diante das dificuldades financeiras que os municípios vêm passando, a prefeitura pleiteou do governo do Estado também esses recursos. “Recebemos a orientação que fosse feita a licitação anteriormente à liberação dos recursos, o que já foi realizado. Agora estamos no aguardo da liberação da verba, que tanto pode acontecer, como não”, comenta.

Monte Aprazível possui poucas ruas sem pavimentação e uma delas e bastante emblemática é a Rua Pará, que nunca foi asfaltada e é uma das mais antigas da cidade. Indagado sobre a possibilidade de pavimentação dessa via, Mateus diz que ela não foi incluída nos levantamento realizados pelo departamento porque as verbas se destinam a recape e não pavimentação, “mas existe o desejo da administração de asfaltá-la”.

Luiz Pedro Mantovani, assessor administrativo da prefeitura, confirma o desejo do prefeito Nelson Montoro em asfaltar a Rua Pará. “Como os recursos são parcos, estamos fazendo um levantamento para dotar a rua de infraestrutura por partes. A princípio queremos colocar as guias e sarjetas e assim que houver disponibilidade de recursos, asfaltá-la”.

Categorias: Monte Aprazível