Poloni recebe R$ 380 mil para comprar duas ambulâncias

Através de emenda do deputado federal Fausto Pinato, a prefeitura de Poloni vai incorporar ao setor de saúde duas novas ambulância, melhorando sensivelmente o transporte de pacientes e proporcionando economia para o município com manutenção dos veículos.

A conquista foi festejada pelo prefeito Antonio José. “A cada dia, o nosso atendimento de saúde melhora um pouco. O nosso pronto socorro foi ampliado fisicamente e passou a contar com novos serviços, especialmente os de prevenção, porque mais importante do que tratar a doença, é prevenir para que ela não se instale. A população pode contar com um quadro médico qualificado no pronto socorro e 24 horas com o convênio com a Santa Casa de Monte. Isso nos dá uma satisfação muito grande”, exalta o prefeito.

Dez mil na festa

A prefeitura e a comunidade de Poloni repetiram a receita de que é possível fazer uma grande festa, a Festa das Nações, divertirem toda a região, gastando pouco dinheiro, sem comprometer serviços essenciais como atendimento médico, distribuição de remédio, limpeza urbana e cuidados na zona rural.

Segundo Rosany Barreto, gestora da ação social do município, a Festa das Nações, em sua 14ª edição, retomada pelo prefeito Antonio José Passos, em 2017, atraiu um público de mais de dez mil pessoas, durante os três dias da festa, e proporcionou renda significativa para as onze entidades assistenciais da cidade, responsáveis pelas barracas de comida e bebidas das culinárias brasileira e internacional.

“As entidades ficaram muito satisfeita com a renda obtida e elas estão de parabéns pela organização de cada barraca. Foi tudo na medida certa. Não sobrou e não faltou alimento”, observou Rasany

Para Rosany, o sucesso da Festa das Nações só tem sido possível pelo envolvimento das entidades e toda a população na sua realização. “A nossa população tem essa característica, ela é muito solidária e tem orgulho das nossas entidades e instituições. Por isso, se envolve tanto na organização, de forma voluntária, e comparece para prestigiar os eventos. Passada a Festa das Nações, a empolgação agora é com a realização da festa junina”, lembrou Rosany.

Ela conta ainda que apesar da grandiosidade da Festa das Nações, a prefeitura gasta pouco. “O maior gasto é com a estrutura, com a segurança e a comodidade das pessoas. É gasto muito pouco com os shows, porque o prefeito Antonio José procura dar oportunidade para os próprios artistas da cidade e da região. E é correto isso, porque valoriza os artistas regionais. É claro que os artistas são estrelas, mas o espírito da festa é a solidariedade, é a demonstração da hospitalidade da cidade, a valorização do encontro pessoal dos amigos e uma forma de contribuir com as entidades da cidade”, afirmou Rosany.

Drogas

A coordenação da assistência social realizou mais uma reunião de bairro, idealizada pela Ação Social, onde os moradores apontam os principais problemas da cidade e o município busca as soluções.

A segundo reunião deste tipo, foi promovida no Bairro Antonio Borsato e contou a presença multidisciplinar (áreas da assistência, educação, esportes) da prefeitura e Polícia Militar.

Os moradores elegeram as drogas como a principal ameaça aos moradores do bairro. Rosany reconhece que a questão das drogas é um problema disseminado em todo o Brasil, o que justifica plenamente a preocupação dos pais. “Dentro da alçada e dos poderes municipais temos feito o recomendado. A prefeitura não em poder de repressão, de coibir o tráfico, temos uma série de iniciativas municipais de buscam inibir o uso e remediar o dano de usuários com a assistência médica”, explicou.

Segundo Rosany, o tema é debatido com estudantes, mesmo levando-se em conta que a educação na cidade não é municipalizada, são realizadas palestras com moradores, como aconteceu na reunião, com profissionais da área de saúde e assistência social. “Temos ainda a assessoria de esporte que desenvolve um trabalho intenso com crianças e adolescentes em várias modalidades que envolvem centenas de meninos e meninas. Assim, estamos em contanto direto com eles, acompanhando o comportamento deles no dia a dia e isso é um trabalho preventivo muito eficiente!, constata Rosany.

Bolsa Família

A coordenação da assistência social de Poloni, dirigida por Rosany, reuniu os trezentos representantes das famílias que integram o programa Bolsa Família no município. A reunião, segunda ela, foi feita para expor os deveres e direitos dos beneficiários. “O programa tem regras muito definidas, como assiduidade escolar, carteira de vacinação das crianças em dia, renda familiar e outras exigências. A nossa preocupação é que todas as famílias que integram o programa não percam o benefício por descuido”, explicou a gestora.

Categorias: Poloni