Quando as férias escolares trazem prazer aos estudantes e também para os pais

O Irecê tem programa especial para os associados e psicopedagoga dá dicas para os pais curtirem férias dos filhos

 

As férias escolares, época tão aguardada pelas crianças e adolescentes, para os pais pode parecer ser uma infinidade de tempo. É preciso ter muita criatividade para manter os filhos longe da TV, videogame e computador durante esse período, principalmente se a época de descanso das crianças não condizer com o mesmo período de férias dos pais. A estratégica mais eficaz é não sobrecarregar a criança com compromissos, mas, ao mesmo tempo, também não deixá-las totalmente sem direção.

Para facilitar o dia a dia da família, o Irecê Aprazível Clube colocou em prática o projeto Colônia de Férias que desenvolverá práticas que ajudarão a manter os filhos ativos, empolgados, vivenciando coisas novas e se mantendo bem longe do tédio.

O presidente do clube, Renato Alves de Paula, diz que o Colônia de Férias foi um pedido dos próprios associados. “Os pais se viam confusos com as crianças dentro de casa, sem atividade e pediram para o clube criar alguma programação. Aí montamos o Colônia de Férias”.

O Colônia de Férias será realizado durante duas semanas, de 10 a 13 e de 17 a 20 de julho, sempre no período da tarde, das 13 às 17 horas. É indicado para crianças de 5 a 14 anos. O projeto prevê atividades recreativas, esportivas e de lazer e possui lanche incluído na programação.

O Colônia de Férias do Irecê, no entanto, é só para associados, os demais pais terão que se virar para preencher o tempo livre de seus filhos. A psicopedagoga Ena Marques Garcia dá dicas de brincadeiras que os pais podem fazer em casa com seus filhos. Ela ressalta que o tempo de férias é necessário para as crianças e jovens descansarem das atividades escolares e de quebra fortalecer os vínculos familiares.

“Na atualidade, onde os tablets, televisão e celulares estão em alta no interesse da criança – diz – se faz necessário encontrar um ponto de equilíbrio para se evitar uma superexposição aos eletrônicos. O segredo – prossegue – está em despertar a criança que está adormecida nos pais e abusar da criatividade, buscando nas brincadeiras caseiras a ajuda no desenvolvimento da criança”.

Ela sugere que os pais partilhem com seus filhos a criação de brinquedos, “pode ser uma pipa, uma peteca, um carrinho de sucatas, bonecas de pano e tantos outros. Dê para a criança a oportunidade do manuseio. Criem maquetes com caixinhas ou tampinhas diversas ou vire as caixinhas do avesso e feche-as com fita adesiva, depois explore a pintura das caixas com tinta guache. Eles podem também customizar as caixinhas com elementos da natureza usando cola branca para fixá-los”.

Ena sugere ainda a distribuição de folhas grandes pela casa de modo que a criança use tinta guache ou giz de cera para a pintura de painéis. “Desenvolva neles a criatividade, depois valorize e aprecie cada trabalho, montando um ‘varal da arte’ para pendurar as criações. Coloque suas crianças em contato com utensílios de cozinha de uma forma divertida. Use apenas o sal, farinha de trigo, água e pó de refresco para obter as mais diferentes e cobiçadas massinhas coloridas que as crianças tanto gostam de brincar”.

Ela recomenda ainda abusar da criatividade nos recortes de desenhos, pinturas, modelagens “e abuse na contação de histórias. De preferência, imite a voz dos personagens e crie versões diferentes para as mesmas. Procure revezar com seus filhos as falas e personagens. É muito divertido”, enfatiza.

Ela recomenda também o compartilhamento de brincadeiras com os amigos. Ena explica que “as crianças são muito criativas e já tem seu grupinho social formado, portanto, cabe aos pais se organizarem e revezarem para que a cada final de semana a diversão seja na casa de um amiguinho diferente.”

Ena ressalta ainda que crianças adoram guloseimas, “então preparem para eles aquele lanchinho bem saudável e especial e também é saudável que incentivem os filhos a andar de patins e de bicicleta”.

Categorias: Monte Aprazível