Para Norair, impeachment arquivado restabelece a verdade

A Voz Regional ouviu o prefeito Norair da Silveira sobre o desfecho do processo de impeachment que ele sofreu na Câmara e acabou arquivado por 7 x 4, um resultado apertado, no limite. Para o prefeito, assim como no processo semelhante no Judiciário, pelo menos em primeira instância, prevaleceu a verdade. Mesmo que, supostamente a verdade tenha se restabelecido, o clima de hostilidade, ou eufemisticamente mais apropriado, de tensão política, permanece, como sugere reportagem no alto e nas entrelinhas das posições do prefeito abaixo.

7 de outubro vem aí e as forças políticas aliadas e contrárias a Norair devem jogar com as eleições para demonstrar com quem está o prestígio político e a força eleitoral.

A Voz: Que análise o senhor faz da rejeição da denuncia contra o senhor na Câmara?

Norair: Prevaleceu a justiça, o bom senso, a honestidade e a verdade para o bem de Tanabi e sua população, deixando clara a decisão ocorrida nas eleições de 2016.

O senhor esperava  contar com seis votos pela rejeição do relatório e acabou tendo só quatro.. O resultado pode ser visto como ampliação da oposição ao seu governo na Câmara?

A vida é pautada por apostas, quando você aposta nem sempre você acerta, principalmente quando se trata do ser humano. Não obtive seis votos, tive quatro votos, como disse, o necessário. Tecnicamente falando houve dois relatórios: a denúncia propriamente dita, dos dois secretários, cuja Justiça já havia extinguido o processo, sendo o resultado na Câmara de Vereadores de 10×1 (denúncia original) a nosso favor.

O senhor se surpreendeu com o voto favorável do vereador Sidnei Pardal pelo impeachment já que ele votou, no início do processo, pelo arquivamento da denúncia?

Não me surpreendi com o voto favorável do vereador Sidnei Pardal. De acordo com a minha experiência política, percebi possíveis articulações para que ele votasse como votou. Inclusive conversas de bastidores já diziam isso, que votaria favorável ao relatório. Conforme estas especulações, no dia da votação, sequer conseguiram falar com o vereador, o que nos resta crer que isto fazia parte da suposta articulação para que o vereador Pardal quisesse minha cassação. Na questão do vereador não saber explicar o voto, digo que ele é uma pessoa de bom coração e aparentava estar realmente muito nervoso, porém não posso confirmar o real motivo deste nervosismo.

Esta claro que a Câmara lhe é hostil. O senhor pretende fazer algum movimento para tornar a relação Legislativo/Executivo mais amistosa? Quais?

Não posso dizer que a Câmara, ou seja, o Poder Legislativo, seja hostil. O que fica claro é que alguns vereadores agem de forma hostil. Acredito, inclusive, partindo muitas vezes para aspectos pessoais, esquecendo as esferas da Câmara/Prefeitura.

Tenho que ratificar que minha base está comigo firme e forte. Vereadores de minha confiança, respeito, zelo e responsabilidade com o dinheiro público.

Como sempre digo, eu, como executivo, quero estar sempre à disposição e de portas abertas para a negociação e o bem comum de Tanabi, visto que este é o meu perfil, sempre buscando trabalhar de forma amistosa.

Da sua ótica, como o senhor mede o apoio popular ao seu governo? O senhor tem meios de comprovar o eventual apoio, como?

Eu meço o apoio popular  ao meu governo através da manifestação feita pela maioria da população que  se mostrou contraria a tirar Norair para colocar o vice. É a certeza de que o apoio ao meu governo está na manifestação popular.

Em 7 de outubro pode ser uma oportunidade para demonstrar seu prestigio político, pois estará apoiando candidatos.Vai fazer deles os mais votados?  

Eu digo ao jornal A Voz Regional e aos leitores que pude mostrar o meu prestigio no dia 2 de outubro de 2016, quando venci a eleição em Tanabi com larga margem, contra um candidato muito forte.

E mais, digo a população de Tanabi que estou apoiando o governador  Márcio França e tenho razões para isso, pois, com apenas sessenta  dias de governo ele liberou a ordem de R$ 1 milhão para Tanabi em duas frente de trabalho, pavimentação asfáltica e recape.

Apoio para deputado federal Valdomiro Lopes, não pela cor da barba e sim porque quando foi deputado estadual fez a maior liberação de equipamentos e máquinas, que estão sendo úteis ao município até hoje. Quanto ao apoio ao deputado Bolçone, apoio pelo que ele é e pelo trabalho que está fazendo por Tanabi e pelo Estado de São Paulo.

Espero o reconhecimento dos eleitores de Tanabi, quanto a serem os mais votados veremos após as eleições, nunca estabeleci competição, se existe, não é cultivada por mim.

Categorias: Tanabi