Luiz Carlos Canheo: Eleições pós-ditadura: 1945/47

Com o final da segunda guerra mundial (1939-1945), os ministros de Getúlio Vargas,com o clima de apelo à democracia feito pela sociedade brasileira, pressionaram o ditador para autorizar a criação de partidos políticos e consequentemente convocar eleições diretas para os poderes: Executivos, da União, Estados e Distrito Federal. Legislativos: Senado Federal, Deputados Federais, Deputados Estaduais e do Distrito Federal.

Os partidos foram criados. As eleições foram realizadas em 2 de dezembro de 1945, sendo eleito presidente da República: General Eurico Gaspar Dutra. governador de São Paulo, o ex. Interventor, o médico Dr. Adhemar Pereira de Barros.

A época não havia a exigência de provar domicílio eleitoral, portanto Getúlio Vargas fora eleito senador pelos estados de São Paulo e do Rio Grande do Sul, seu estado de origem. Vargas ainda fora eleito deputado federal por nove estados brasileiros. Em São Paulo, não obstante haver impedido a posse do presidente eleito Júlio Prestes, seu concorrente no pleito em 1930, obtivera Vargas uma magnífica votação para o Senado e viu dez de seus interventores nos estados serem eleitos governadores, inclusive o de São Paulo.

Luiz Carlos Prestes, o famoso líder comunista, que nunca apregoara a violência, nem a tomada do poder pelas armas e sim pelo voto, fora eleito senador pelo Rio de Janeiro. O renomado escritor brasileiro, Jorge Amado,em homenagem ao líder comunista, dedicou seu livro “O Cavaleiro da Esperança” em referencia à Coluna Prestes.

Dentre alguns deputados votados em Montee Aprazível, e que muito ajudou, destacamos o mirassolense  Dr. Anísio José Moreira, estadual, e o federal Dr. Benedicto  Costa Neto.

As eleições municipais se deram no final de 1947, para o quadriênio1948/51, com dois candidatos a prefeito inscritos: pelo PSD, o conceituado advogado Dr. Jayme Martins de Oliveira; pelo PSP. o prefeito que estava em exercício e que cumpria seu sétimo ano de mandato, nomeado pelo sistema, o médico pernambucano Dr. Jorge Carneiro de Campos. Dr.Jorge foi eleito prefeito em sua primeira eleição direta.  O legislativo elegera 23 vereadores, sendo inúmeros os Distritos de Paz pertencentes ao Município com representação legislativa. Poloni elegera dois vereadores.

Oportuno registrar aqui o que apregoava a rádio e o jornal semanal A Cidade, do redator e proprietário Constantino de Carvalho, o alerta que faziam aos eleitores em 1947, e que também, deve ser observado nos dias de hoje, em que o eleitor de modo geral, está desmotivado, desorientado, desacreditado com políticos dos executivos, legislativos desse país, que mergulharam o Brasil na mais catastrófica crise de identidade e de corrupção da história deste.   Dizia o alerta, ou observação:

O voto é secreto e sagrado!

Votar é um dever de consciência!

No voto livre do eleitor consciente, repousa o futuro da nossa Pátria!

Não te deixeis atemorizar pelos eventuais detentores do mando!

Um homem livre, um cidadão consciente dos seus direitos, não se submete a qualquer coação!

A liberdade do voto, o direito de escolher livremente os dirigentes, é a maior das conquistas democráticas!

Categorias: Artigos