A tecnologia está a disposição do produtor rural de Nipoã

Há pouco mais de um mês, o agrônomo Carlos Eduardo Rosa foi designado para oferecer assistência técnica todos os dias, em período integral, na Casa de Agricultura de Nipoã, possibilitando maior apoio aos produtores do município. O trabalho de assistência aos produtores  vinha sendo feito  pelo município, com um veterinário e técnicos municipais.

Segundo o veterinário Willian Larrúbia, a designação do agrônomo do Estado para trabalhar no município amplia muito a capacidade de prestação de serviços aos produtores rurais, a implantação de tecnologias desenvolvida pela Coordenadoria de Assistência Técnica Integral da Secretaria da Agricultura e facilita parcerias entre Município, Estado e produtores rurais.

Carlos Eduardo já se colocou a campo para conhecer a realidade agrícola do município, as principais culturas e atividades pecuárias e o perfil do produtor local e já identificou problemas. A cultura da seringueira enfrenta dificuldades com mão de obra, sendo necessário, segundo ele, ampliação da oferta e maior qualificação dos trabalhadores, além de oferecer mais informações técnicas aos proprietários.

O agrônomo observa que há vários projetos e programas da Secretaria de transferência de tecnologia que podem ser repassados aos produtores locais para qualquer atividade agropecuária. Ele ressalta que a filosofia de trabalho  das casas de agricultura é fornecer tecnologia, suporte técnico e informação totalmente sem ônus e a preocupação é que as soluções proposta levem sempre em conta custos baixos e aproveitamento de materiais existentes na propriedade, além de serem consideradas as condições topográficas, de solo, recursos hídricos e ambientais.

O técnico lembra ainda que nada é imposto, ficando o produtor livre para decidir o que quer realmente fazer e que medidas adotar.

Carlos Eduardo diz que a Casa da Agricultura estará sempre aberta para receber o produtor e oferecer a solução, indicando procedimentos dos mais simples, como análise de solo, receita de calagem e adubação até projetos mais complexos e inovadores.

O prefeito José Lourenço se diz muito satisfeito com o governo do Estado que possibilitou a vinda do agrônomo  para dar assistência integral na Casa da Agricultura todos os dias. “A prefeitura sempre procurou dar assistência aos produtores, através da assistência do veterinário do município, usar a estrutura da prefeitura para conservação de estradas rurais, Agora, com o município tendo um agrônomo, vamos ampliar muito essa assistência e assim era possível melhorar a produção agrícola, a renda dos produtores e criar emprego.”

Para o prefeito essa assistência é fundamental, já que a base da economia do município é a atividade agropecuária.

Categorias: Nipoã