Ex-bancário coloca Poloni no roteiro gastronômico regional com carnes defumadas

Carlinhos Boves, quando ainda bancário, nunca imaginou que o hobby de processar carnes e vender para os colegas do banco se tornaria referência para os mercados do turismo rural e gastronomia artesanal. O Rancho da Linguiça, que dirige com a mulher Vera Lúcia, em Poloni, fecha com um jantar o primeiro roteiro de turismo gastronômico rural, organizado pela Avantti, no próximo sábado.

Vera Lúcia e Carlinhos  consideram a iniciativa da empresa muito importante para o setor de gastronomia artesanal e turismo rural na região por ampliar a demanda ao mesmo tempo que incentiva a oferta, segundo eles, fatores que se refletem na criação de emprego e renda nos pequenos municípios da região, cuja economia está atrelada à agropecuária. Ele aponta ainda que a iniciativa valoriza os artesãos gastronômicos com o reconhecimento do trabalho deles, “o que uma satisfação muito grande pra gente.”

O empreendimento do casal é tocado pela família, com os dois filhos, Érika e Felipe. As especialidades do Rancho da Lingüiça  são os embutidos defumados  de carnes suína,  bovina e ave. O orçamento é reforçado com o açougue, que vende carnes frescas, e com o reservado que funciona a partir do final da tarde, de segunda a sexta-feira, com o churrasquinho e porções.

Para receber a primeira leva de turistas no próximo sábado, a casa preparou como guarnição petiscos defumando de lingüiça, lombo, copa, salame, bacon, e dois pratos ícones da gastronomia caipira, galinhada e arroz com suã. Para melhor receber os convidados, foi contratada para o som ao vivo a dupla referência da música caipira da cidade, Santão e Sabiá. 

Carlinhos diz que a aptidão para o processamento de carnes ou preparo de comidas e o prazer que o trabalho proporciona não bastam para o sucesso. Conta muito o aprendizado das técnicas, os conceitos de higiene e os fundamentos do mercado. Ele e a mulher já fizeram incontáveis cursos, desde 2006, e ensinam ser fundamental os experimentos para inovar.

As novidades da casa são a lingüiça fresca com pedaços de jiló e um corte diferenciado na costelinha de porco, preparada como manta. E vale a pena, segundo ele, subverter a tradição. No Rancho da Linguiça, o formato da velha e difamadíssima cabo de relho,  linguiça de segunda,  ganhou recheio e sabor de uma italianíssima toscana de primeira linha.

Categorias: Poloni