79 das 144 casas de conjunto popular de Nipoã estarão prontas em dezembro

A construção de 144 moradia foi solicitada por José Lourenço diretamente ao governador Geraldo Alckmin, um mês depois de ter assumido a prefeitura

 

A construção de conjuntos habitacionais é obra que demanda muito estudo e grandes somas de dinheiro. Por isso, costumam demorar muitos anos, bem mais que um mandato de prefeito de quatro anos para que os mutuários contemplados tenham acesso ao bem. Em Nipoã, a história tem sido diferente, graças à agilidade e o prestígio do prefeito José Lourenço. A construção de 144 moradia foi solicitada pelo prefeito José Lourenço diretamente ao governador Geraldo Alckmin, em fevereiro de 2017, um mês depois de ter assumido a prefeitura. O governador aprovou o pedido na hora e José Lourenço “ficou no pé dele” cobrando.

Hoje, dois anos depois, as moradias já são quase uma realidade, com algumas sendo cobertas, outras na fase de enchimento de laje e 79 delas serão entregues em dezembro.

“Só não vai ser entregue antes porque a CDHU, responsável pela construção, não começou a fazer ainda o processo de inscrição e seleção dos mutuários para o sorteio”, lembrou José Lourenço. Segundo o prefeito, tão logo a CDHU estabeleça o prazo das inscrições, a prefeitura irá promover uma ampla divulgação da data.

José Lourenço assumiu o cargo com um conjunto habitacional de 44 moradias prontas, mas com pendência e documentação não entregues pela prefeitura. José Lourenço determinou a regularização e o pagamento de taxas para desembaçar a entrega, o que foi feito em dias, para que o governador estivesse na cidade em fevereiro para a inauguração e entrega aos sorteados.

“Eu considero a questão da moradia o maior problema dos municípios pequenos como Nipoã, que muito castiga a população. São cidades com poucas oportunidades de emprego e as famílias não tem renda para pagar aluguel e passa por um sofrimento muito grande. Isso me preocupa e me entristece muito e assim coloquei a moradia como uma das prioridades da minha administração, juntamente com a saúde e educação, que são setores ligados à dignidade das famílias. Temos avançado muito nesses setores, com a melhoria no ensino, que foi reconhecida pela avaliação do Ministério da , e melhoria e ampliação no atendimento médico e odontológico”, finalizou.

Categorias: Nipoã