Norair diz ter oposição agourenta e garante que “chegará muito mais forte” em 2020

Prefeito de Tanabi acredita que conjunto de obras  que realizou coloca seu grupo político como favorito nas eleições

 

O prefeito de Tanabi, Norair da Silveira, demonstrou ter controle do caixa municipal e com isso adquiriu capacidade ímpar de investimentos com recursos próprios entre os eleitos em 2016, em qualquer lugar do Brasil. Os cofres de Tanabi conseguiram juntar, nos dois anos de mandato até aqui, valores superiores  a R$ 5 milhões, investidos em obras de infraestrutura urbana, reformas de prédios escolares, na captação, armazenamento e distribuição de água.

Segundo ele próprio, essas realizações colocam seu grupo político à frente da concorrência para as eleições municipais de 2020. Ele não afirma que é candidato à reeleição, fala em “nomes do grupo” para a empreitada, mas são nomes que não existem por absoluta falta de densidade eleitoral. O nome, portanto, não será outro que o dele  próprio.

Apesar de nomes, parte de partidos e grupos terem se afastado dele, Norair acredita estar hoje mais forte do que na campanha eleitoral e minimiza as defecções. Seu vice, Fábio Ceron, é qualificado como desleal e a dissidência teria se dado por “interesses não atendidos”    

O senhor concluiu uma obra de pavimentação recentemente, esta semana conclui outra e tem uma terceira, de cerca de R$ 2 milhões sendo feita. Qual o valor investido, quanto foi de recursos próprios da prefeitura e qual a importância delas?

Rua José Vieira de Souza, ligando o Jardim Centenário ao Sitio do Estado, a Rua Acácio Lemes de Faria, ao lado do Banespinha, duas obras que anteciparam o calendário. Obras que estavam projetadas para o longo do ano de 2019, mas, graças ao dinamismo do governador Márcio França, que aprovou um convênio na orem de R$ 600 mil reais, onde forçou que o município dispusesse de mais de R$ 300 mil reais, para a construção de galerias de águas pluviais, infraestrutura indispensável para qualquer pavimentação. Este convenio com o Estado deve ser concluído agora com o Governador João Dória e pelo vice-governador Rodrigo Garcia, que particularmente acredito muito.

Outra em andamento é o prolongamento da Avenida Domingos Galego Dias, onde também será construído uma ponte sobre o Córrego Bacuri. E a Sebastião de Carvalho, ligando o Vila Rica ao Comendador José Onha.

Esta obras que somam o valor de R$ 3.140.000,00, R$ 2.540.000,00 são de recursos próprios do município.

A importância da Galego Dias é a integração, por asfalto, às firmas já existentes e ao distrito industrial II, que estaremos disponibilizando em breve.

As demais ruas darão prosperidade aos bairros beneficiados por estas melhorias.

A oposição alega que a sua administração está muito mal avaliada. O senhor concorda com a alegação? 

A oposição está sempre fazendo mal agouro. Você já imaginou a oposição falando bem da administração? Como eles farão campanha em uma próxima eleição?

Um grande fator são as ruas recapeadas, sinalização da cidade e dos bairros em ordem.

Em termos de serviço, especialmente na saúde, o senhor acha que a população não tem nada a reclamar?

O munícipe sempre tem razão quando falta remédio. Uma das dificuldades é a falta de medicamentos de alto custo, o governo do Estado não tem cumprido sua parte, sobrecarregando o município. Tanabi também, como acontece com outros municípios, está com problemas com as distribuidoras que vencem a licitação, mas, não cumprem com os compromissos de entrega. A Saúde está 70% do que deveria ser.

O senhor, então, acredita que tem feito um bom trabalho, e sendo assim, dá para falar em reeleição?  O senhor é candidato em 2020?

Estou satisfeito com nossa administração porque todos os segmentos andam bem. Ainda é cedo para falar em reeleição, mas, posso garantir que chegaremos muito fortes na eleição de 2020. Meu grupo politico tem nomes jovens com muito futuro.

Não sendo, já tem um nome para apoiar ou vai ser preciso criar um candidato até lá?

É o que disse acima. Um grupo politico não pode depender de apenas um nome, por isso, no meu grupo os pretendentes tem o meu incentivo para trabalharem seus nomes. O importante é que tenhamos quatro ou cinco nomes, porque além do prefeito, temos que fazer uma boa bancada de vereadores.

Na campanha de 2016, existiu algum compromisso de que apoiaria o seu vice, o Fábio Ceron? Quais fatos o levaram a romper com seu vice?

Quando executa uma campanha o normal é que se fale “O próximo será o vice”, em, excedendo lealdade e companheirismo, é o mais normal, mas, quando falta lealdade, falta comprometimento com a coisa séria, não há como apoiar um vice, como é o meu caso.

Passados mais de dois anos de campanha, o senhor acredita que ampliou ou diminuiu seu apoio político e com que forças políticas e partidária acha que terá em 2020?

Dois anos depois da campanha sempre há perdas, porque existem interesses que você desconhece, e que, não satisfeitos acontecem  as dissidências. Mas como estou fazendo um grande trabalho, percebo que os apoios aumentaram em relação à última eleição. Estou satisfeito com as somas que conseguimos.

Categorias: Tanabi