Vereador Ailto impõem no orçamento aparelho de ultrassonografia em 3D

O vereador Ailto Faria (PV) teve sua emenda impositiva ao orçamento Municipal de 2020, de R$ 83.973,51 aprovada pela Câmara, o que obriga o prefeito Márcio Miguel a cumpri-la. A emenda, segundo o vereador, é para a aquisição de material permanente para a saúde destinada à substituição do aparelho de ultrassonografia do Centro de Saúde.
“Coloquei o meu mandato a serviço de melhorias na saúde da população. Consegui, através de emendas de deputados do meu partido, verba de R$ 350 mil para a Santa Casa, tem mais R$ 350 mil reservados no orçamento da União para 2020. Com a oportunidade da emenda impositiva municipal, procurei ser coerente com a orientação que tenho dado ao mandato e destinei o valor que me coube para um ultrassom para o município.”
Ailto justifica sua imposição argumentando que o aparelho disponível no município está ultrapassado e com quinze anos de uso, necessitando ser substituído. “O nosso aparelho é velho, está servindo e pode continuar servindo, mas como está ultrapassado, não é de tecnologia de três dimensões, por isso não tem tanta precisão no diagnóstico. Um novo aparelho vai tornar o atendimento mais rápido e de diagnóstico mais preciso”, apontou o vereador
Imposição.
A lei da Emenda Impositiva está sendo usada pela primeira vez na Câmara de Monte Aprazível. Por ele, o prefeito fica obrigado a executar a proposta dos vereadores na aplicação de recursos do Orçamento, desde que metade do valor indicado seja aplicado em saúde ou educação.
No caso, Ailto destinou para a saúde 100% do valor, determinado pelo índice de 1,5% da previsão orçamentária, dividido por cada um dos vereadores, conforme determina a lei. O valor destinado, segundo ele, é compatível com o preço de mercado de um aparelho 3D de ultrassonografia.

Categorias: Monte Aprazível