Monte apostila educação infantil e meta é estender o método para os demais alunos

Pedro Poloto afirma que o alinhamento do conteúdo universaliza o aprendizado nas unidades

 

O Departamento de Educação da prefeitura de Monte Aprazível adotou um projeto que visa aperfeiçoar o processo de ensino-aprendizagem infantil na pré-escola do município. Trata-se da adesão e implementação de apostilamento para alunos da faixa etária de três a cinco anos.

De acordo com o assessor municipal de Educação, Pedro Poloto, o apostilamento não foi implementado em toda a rede em razão do custo elevado e também porque “na educação infantil não tínhamos material regular. A equipe do Departamento de Educação junto com os professores que preparava o material a ser trabalhado, mas não havia material regular, enquanto que no ensino fundamental são utilizados os livros didáticos e material do Emai e Ler e Escrever”.

“Nesse momento – prossegue – priorizamos o ensino infantil, mas há como meta a ampliação progressiva do apostilamento na rede, avaliando-se posteriormente os custos inerentes”. Pedro conta que foram compradas 580 apostilas para a educação infantil e foram investidos no apostilamento da educação infantil R$ 29 mil.

Pedro ressalta que o apostilamento unifica o processo educacional e pedagógicos. “Passaremos a ter um alinhamento de conteúdo em todas as unidades de educação infantil, melhorando o desenvolvimento global da criança, pois a apostila é um material muito rico, colorido, lúdico, com muitas ilustrações e muitas orientações para o professor, o que vai melhor preparar os alunos para posteriormente iniciarem o processo de alfabetização quando chegarem no ensino fundamental”.

Outras medidas pedagógicas têm sido tomadas como linha auxiliar das apostilas no sentido de elevar o nível de ensino. Pedro conta que além da apostila, reduziu o número de professores temporários e tem trabalhado bastante na formação de professores. “Ao longo dos anos vínhamos formando esses professores através do Departamento de Educação, mas na próxima semana estaremos contratando uma empresa para ministrar cursos para os professores de forma a melhor subsidiar o trabalho deles”.

Piso salarial

O presidente Jair Bolsonaro anunciou em janeiro o novo piso nacional de salário dos professores do ensino fundamental, com um aumento de 12,5”. Com o aumento determinado, muito acima da inflação, o piso dos professores de Monte Aprazível ficou abaixo, mas a correção anual se dará em março para todas as categorias e a partir do aumento geral a ser concedido vai ser possível conhecer se o piso dos servidores vai ficar abaixo ou acima do estabelecido pelo governo federal.

O piso nacional para 40 horas, era de R$ 2.557,74 foi para R$ 2.886,15. Ele diz que antes do aumento de 12,5% a prefeitura estava pagando o piso, “com o reajuste de 2020 nós ficamos abaixo do piso para os professores da educação infantil e professor I, que lecionam do 1º ao 5º ano”.

A prefeitura não tem estudo que determina o valor dos salários da prefeitura em relação ao servidores. Porém, na educação, os professores recebem o dobro do salário dos outros servidores do setor. Pedro diz que é complicado falar de salário de professor porque há muitas variantes. “Tem professor infantil, fundamental I e II com jornadas diferentes, mas o salário de um professor I varia de R$ 2,3 mil em início de carreira a R$ 5,8 mil no final de carreira por 35 horas semanais. Nunca fiz um comparativo com o salário dos demais servidores, mas o salário é quase o dobro dos demais funcionários da Educação”, conclui.

Categorias: Monte Aprazível