Toninho se filia ao DEM para garantir possível candidatura em Monte

Sem definir se é ou não candidato, o empresário Toninho Minuci cumpre formalidade partidária

 

O empresário e ex-vice-prefeito na gestão de Mauro Pascoalão (PSB), Toninho Minuci, assinou a ficha de filiação do DEM. Toninho, que há cerca de quinze dias deixou o PV, cumpriu a exigência legal de estar inscrito em partido político até às 24 horas de amanhã, para quem pretende ser candidato nas eleições municipais de 2020.

O gesto, porém, segundo ele próprio, não significa que vá ser candidato, decisão a ser tomada depois de a situação de pandemia por coronavírus estiver mais clara. O prazo final para as convenções partidária que homologam candidaturas é 5 de agosto.

Nesta semana, também se filiaram ao DEM os vereadores Lelo Maset e Donaldo Paiola, que deixaram, respectivamente, o PDT e PSDB. Lelo é candidato declarado à reeleição e Paiola disse que ainda não definiu  se vai participar da eleição.

A movimentação de vereadores em busca de legenda deve se intensificar nas próximas horas. Ainda hoje, Ailto Faria, do PV, deve se transferir para o PP, do prefeito Márcio Miguel, movimento a ser seguido, provavelmente, por Márcio Troiano, do PPS, e Jean Winicios, do PSC.

Isolado no PSDB, João Célio, também deve procurar outra legenda. O vereador Jacó Braite, em fidelidade ao ex-prefeito Nelson Montoro, fica no PSD, atitude de alto risco, já que a legenda é desestruturada e não deve atingir quórum para eleger um vereador.

Danilo de Souza, do PROS, corre risco sério se permanecer no partido. O presidente da Câmara, Valcenir de Abreu (PP), se manifesta sem intenção de concorrer.

Categorias: Política